sexta-feira, fevereiro 23, 2024
InícioPrincipalA ContrA GOSTO de alguns, AGOSTO é dedicado a uma LUTA DE...

A ContrA GOSTO de alguns, AGOSTO é dedicado a uma LUTA DE TODOS!

A empresa Kasmed, genuinamente lapense, realizou mais uma campanha de conscientização juntos aos seus mais de 200 funcionários, no início da tarde desta terça-feira (22). Com uma década de atuação no mercado, a empresa se consolida como uma importante indústria têxtil e contribui com a economia de Bom Jesus da Lapa ao promover emprego para mais de 450 famílias.

Foram convidados dois militares que são do efetivo da Ronda Maria da Penha de Bom Jesus da Lapa:  a Sargento PM Valdinéia e do Soldado PM Rodrigues que naquele ato, contribuíram com uma palestra que trouxe, em riqueza de detalhes, verdades e realidades sobre a importância do Agosto Lilás e o papel do Estado como órgão protetor.

“A palestra foi maravilhosa, pude tirar muitas dúvidas e agora eu sei onde e como eu posso buscar ajuda”, disse uma funcionária.

“Eu tinha uma visão errada sobre a Lei Maria da Penha, com a palestra descobri que a lei não é contra o homem, e sim, contra o agressor”, pontuou um jovem funcionário.

Normalmente, a violência não acontece da noite para o dia. Ela vai se desenvolvendo aos poucos: de forma sutil e sorrateira. Pode começar com uma pequena grosseria, um grito, um tapa na mesa ou um objeto quebrado pelo parceiro. Mais tarde, um empurrão, um murro, um soco e ameaças verbais. Em outro nível uma ofensa, um constrangimento em público, uma humilhação, o controle do salário. Tudo isso é violência doméstica.

“A decisão de sair de uma violência doméstica é difícil. Mas depois de ouvir os policiais, vejo que a coragem é o principal mecanismo que move essa decisão. O apoio da família e amigos é crucial para que de fato isso se consolide”, confirmou M.J.S

O Agosto Lilás desempenha um papel vital ao destacar a importância contínua do combate à violência contra a mulher. Embora seja um passo na direção certa, é crucial que essa conscientização se traduza em ações eficazes e políticas concretas ao longo do ano para realmente fazer a diferença.

A violência doméstica pode se manifestar de várias formas. Os militares trouxeram números, dados e informações que deram um norte aos funcionários, formado em sua maioria por mulheres, de como buscar ajuda e a quem recorrer no caso de violência doméstica.

Ao final, os diretores da empresa agradeceram aos policiais pela importante contribuição social e entregaram um mimo de participação!

Notícias Relacionadas
- Advertisment -

Mais Populares