domingo, julho 21, 2024
InícioEsporteVasco e 777 indicam árbitros para mediação em meio a avanço de...

Vasco e 777 indicam árbitros para mediação em meio a avanço de julgamento no TJ-RJ

Na arbitragem, o Vasco pede a rescisão de contrato de investimento e do acordo de acionistas com a 777 Partners, enquanto os americanos querem a retomada do controle e do contrato assinado em 2022. Há diferenças até mesmo nos valores atribuídos à causa na Arbitragem da FGV. Enquanto o clube de São Januário deu valor à causa em R$ 1 milhão, a 777 colocou em R$ 700 milhões, o mesmo “preço” do contrato original de investimento no futebol da SAF vascaína.

Quem são eles

 

Ana Tereza Basilio é carioca, formada pela Cândido Mendes e fundou próprio escritório de advocacia em 2009. Foi sócia de Sergio Bermudes, hoje um dos escritórios contratados pela 777, nos anos 1990. No currículo de Ana Tereza, há também passagem de cinco anos como juíza do Tribunal Regional Eleitoral do Estado do Rio de Janeiro (TRE-RJ) e a presidência da Câmara de Mediação e Arbitragem da Ordem dos Advogados do Brasil, no Rio de Janeiro, entre dezembro de 2004 a dezembro de 2006.

Maurício Almeida Prado é paulista, formado pela Universidade de São Paulo e por mais de 18 anos trabalhou com arbitragem nacional e internacional. Até dezembro de 2020, liderou a área de arbitragem do escritório L.O. Baptista em mais de 380 casos. Ele atua no direito empresarial há 30 anos. Desde janeiro de 2021, Maurício Almeida Prado segue carreira solo e atua principalmente como árbitro, com atuação em mais de 120 casos.

Notícias Relacionadas
- Advertisment -

Mais Populares