domingo, março 3, 2024
InícioPrincipalTransplante de coração: saiba como funciona a espera no Brasil

Transplante de coração: saiba como funciona a espera no Brasil

O anúncio da entrada do apresentador Fausto Silva, o Faustão, na fila do SUS para um transplante de coração chamou atenção para o procedimento. Nesta terça-feira, o Ministério da Saúde divulgou informações sobre o sistema público de transplantes de órgãos no país. A estrutura é gerenciada pela pasta.

De acordo com o Ministério da Saúde, a doação de órgãos é um processo complexo, envolve diferentes instituições e requer agilidade para ser bem-sucedido. Cada órgão tem um período máximo de permanência fora do corpo humano, o chamado de tempo de isquemia. Para o coração esse tempo é de apenas 4 horas.

A lista para transplantes é única, vale tanto para pacientes do SUS, quanto para os da rede privada. A fila funciona por ordem cronológica de cadastro, mas outros critérios como os de compatibilidade, gravidade do caso e o tipo sanguíneo do doador também são levados em consideração.

As listas de espera para transplante são geridas pelas Centrais Estaduais de Transplantes. Quando o órgão não é utilizado no próprio estado, é direcionado para Central Nacional, que busca um receptor na lista única. Segundo o Ministério da Saúde, 206 transplantes de coração foram realizados no país no primeiro semestre deste ano. O número representa aumento de 16% em relação ao mesmo período do ano passado.

Para ser um doador, é preciso conversar e deixar claro para família esse desejo. No Brasil, a doação de órgãos só será feita após a autorização familiar.

 

 

FONTE: Rede Nacional de Rádio

Notícias Relacionadas
- Advertisment -

Mais Populares