sexta-feira, fevereiro 23, 2024
InícioNotícias da LapaNo embate entre Prefeitura e Comércio, quem sai ganhando é a pandemia

No embate entre Prefeitura e Comércio, quem sai ganhando é a pandemia

Terça-feira, 18 de maio. O centro comercial de Bom Jesus da Lapa parece dia de domingo. Depois que o decreto Nº 125 passou a vigorar no dia de ontem (17), as opiniões divergem nas redes sociais e no centro da cidade.

Empresários, comerciantes, funcionários e apoiadores da capital baiana da fé, se uniram e estão organizando para às 15h de hoje, uma carreata pacífica reivindicando a reabertura do comércio da cidade.  A concentração será na praça da Catedral, no bairro Amaralina.

“Compreendemos que deve sim ter um controle maior por causa da Covid-19, mas fechar o comércio e permitir que academias funcionem, sinceramente é inaceitável”, esbravejou uma comerciante que não quis se identificar por medo retaliações.  “Tenho contas para pagar, tenho salários para dar conta em menos de 15 dias, com a loja fechada agora, não sei como vou fazer, as dívidas não param de acumular”, reforçou A.L.S de 67 anos que está no comércio seguindo a tradição da família.

A carreata desta tarde terá o apoio da Câmara dos Dirigentes Logistas (CDL). Procurado sobre o movimento, o presidente, Vagner Costa, qualificou a medida proposta pelo município, como impositiva e arbitrária. “Fomos convidados para uma reunião na Câmara Municipal para discutir o decreto, e apenas foi lido o decreto estadual e imposto o mesmo para o município. Entendemos que foi uma medida irracional. Oito dias dentro de um mês com as portas fechadas, vai ocasionar dificuldades ainda maiores para que o comércio honre seus compromissos trabalhistas, tributários e com fornecedores, uma preocupação que pode ocasionar em mais demissões”, disse.

Vagner reforçou ainda que as lojas estão seguindo todas as orientações sanitárias. Os funcionários trabalham com máscaras, não é permitido entrada de clientes sem o acessório e o fluxo interno é controlado para que não haja aglomerações.

“Hoje a população perdeu o poder de compra e o comércio vem sofrendo com a pandemia. Chegamos à redução de 50% do faturamento”, finalizou indignado o presidente.

O Portal Nova Lapa entrou em contato com o prefeito, Fábio Nunes, que declarou no primeiro momento, querer só o bem para a cidade. “Não sou contra a manifestação, mas o decreto proíbe carreatas. O cenário é crítico, neste momento, já somam 208 casos ativos na cidade. Em outras situações eu consegui flexibilizar, mas não tive como fazer o mesmo, devido a triste realidade de Bom Jesus da Lapa. É o momento de unirmos forças contra a Covid-19 e não criar atritos desnecessários, fazendo politicagem”, reforçou o prefeito.

Nunes seguirá ainda esta tarde para Salvador, onde tem agenda marcada com o governador do Estado, Rui Costa, para tratar sobre o último decreto. O prefeito ainda demonstrou preocupação em um possível embate entre a polícia e os comerciantes, pois não tem informação se a CDL solicitou à Polícia Militar da cidade, através do comandante da 38º Batalhão, autorização para realização da carreata prevista para logo mais, às 15h.

Notícias Relacionadas
- Advertisment -

Mais Populares